quarta-feira, 21 de novembro de 2012

gastos com educação...


Irritou-me profundamente a noticia no jornal... que cada estudante fica ao estado por cerca de 4900 euros e no entretanto a um a desfalecer numa sala por ai por nao ter que comer. tretas e mais tretas, ou entao alguem mete o dinheiro ao bolso. gastam isso no q? livros compras ou sao emprestados, fotocopias tiras tu se queres, pra comer uma senha q custa x, material tens de levar isto pra professora a ,e aquilo pra professora b, o lapis de risquinhas a capa de duas argolas outro caderno de capa preta. e de onde sai o dinheiro pra isso? do bolso dos pais right?! ou entao sou eu que ando enganada.

1 comentário:

  1. Estás-te a esquecer que o estado paga os salários dos professores, paga as mesas e as cadeiras onde os alunos se sentam e muitos vandalizam, paga a funcionários para manterem as escolas (salas de aulas) limpas e vigiarem os alunos nos intervalos, paga as luzes das salas de aula que na maior parte dos casos passam o dia inteiro ligadas, paga a água (que no Verão é desperdiçada em brincadeiras com balões de água, por exemplo), paga aos jardineiros para manterem a relva que os alunos por norma insistem em pisar, entre muitas coisas que as pessoas desconhecem. Para não falar da história dos Magalhães. Eu cresci sem computador. Os professores usavam retro-projectores para passarem acetatos com a matéria nas aulas. As tecnologias custam dinheiro.
    Quanto aos alunos a desfalecer, muitos deles os pais devem continuar a receber os subsídios e a gastá-los em tabaco, no café e afins. Eu sou do tempo (e não vai assim há tantos anos) em que o estado dava os livros, material e senhas para a cantina à malta toda dos bairros sociais e eles não queriam saber da escola para nada. Dava pacotes de leite achocolatado a todos os alunos das escolas primárias e havia muitos que quando não lhes apetecia arrebentavam os pacotes só por gozo.
    E os pais que realmente são pais, primeiro alimentam os filhos e depois é que lhes dão os lápis e os cadernos todos catitas. Tive professores a exigir capas de 2 argolas e eu sempre usei cadernos pretos que na altura custavam 0,80€, e não foi por causa disso que fui pior aluna que os outros.
    Nisto é como a Isabel Jonet disse... As pessoas e principalmente esta canalhada de agora cresceu a achar que eram ricos. Porém, nunca o fomos!

    ResponderEliminar